Estrada Municipal Artesão Benedicto Pereira da Silva

Através do Projeto de lei nº 04/2014, assinado pelo Presidente Paulo Cândido Ribeiro e  pelos vereadores Fábio Luiz dos Santos Silva, José Donati Nunes e Ricardo Martins dos Santos, no ano de 2014, ficou denominada Estrada Municipal artesão Benedicto Pereira da Silva a via pública localizada no Bairro do Paiol Grande.

Lei 1638 de 10 de março de 2014.

Benedicto Pereira da Silva nasceu em São Bento do Sapucaí, no Bairro do paiolzinho, no dia 9 de novembro de 1927. Filho de Joaquim Pereira de Macedo e Maria Rosa de Jesus. Aos 14 anos começou a trabalhar com seu pai na fazenda.

No dia 5 de maio de 1953 se casou com a jovem Henriqueta Alves Florentino da Rosa, ele com 26 anos e ela com 16 anos. Os pais da esposa dele se chamavam  João Alves Fiorentino da Rosa e Maria José Ribeiro. Depois do casamento passou a assinar como Henriqueta da Rosa Pereira.

Tiveram 6 filhos: Benedito, Terezinha de Fátima, Maria Regina, José Euliésio, Neuza de Fátima e José, todos assinavam Pereira da Silva. Em 1960 começou a trabalhar com fumo, e tocava nas rodas de viola as músicas da época.

Em 1965 Benedicto e sua esposa receberam uma herança do pai de Henriqueta, e mudaram-se para o Bairro do Paiol definitivamente em 1978. Em 1982, no mandato do prefeito Bento Nunes Duarte, o Sr. Benedicto autorizou abrir uma estrada para dar acesso ao Bairro da Lagoa.

Em vida juntamente com a esposa, deixaram para os filhos a terra que tinham, dividida uma parte para cada um. Em 1992 começou a esculpir animais de madeira: cavalo, boi, vaca, cisne e cinzeiros. Veio a falecer em 2007, deixando a esposa, os 6 filhos, 7 netos e 5 bisnetos.

Fonte:  Documentos da Câmara de SBS