Rua Major Monteiro de Carvalho

Através do projeto de lei 129 de 1927, a Rua chamada São Benedito que parte da Avenida Julio Prestes indo até a Igreja recebe a denominação de Rua Major Monteiro de Carvalho.


Major Monteiro da Silva, era português. Na primeira tentativa de vir para o Brasil, retornou ao seu país antes de chegar ao destino, por falta de ventos. Na segunda tentativa junto com seus companheiros, Braz Esteves e Luiz Guimarães aportaram nas costas de Pernambuco e foram para o Rio de Janeiro. José Monteiro de Carvalho veio para São Bento do Sapucaí e casou-se com Dona Rita, constituindo família. Era comerciante de importados europeus como casemira inglesa, bebidas e especiarias e frutas da época como castanhas e passas.


Era Major da guarda nacional. Em 1890 foi sub-delegado, 1898 eleito Vereador da Câmara. Na eleição seguinte foi reeleito vereador, e escolhido entre outros vereadores empossados, através de voto indireto para ser Prefeito Municipal, tomando posso em 07 de janeiro de 1904.


Pertencia ao famoso grupo dos jagunços que se degladiavam com o botões. Ambos chefiados por Claro Cesar e Silvestre Porto sucessivamente. Devido a insatisfação com eleitores e desaforos de Silvestre Porto, sofreu um derrame, e mesmo assistido pelo médico Dr. Braz Reale, veio a falecer. Na certidão de óbito constava que era natural de Portugal, nascido em 1858, filho de Joaquim Caetano de Carvalho e Luzia Monteiro de Carvalho, e casado novamente com Laura Furquim de Carvalho.


E em 1929 através da lei, aprovada pelo Prefeito Augusto Marcondes de Azevedo, seu nome foi colocada na antiga Rua São Benedito, em reconhecimento aos relevantes serviços prestados a comunidade


Fonte: Frutos da Terra – Isaura Aparecida de Lima e Silva